HomeEconomia

Sema-MT apresenta novo Sisflora 2.0 em evento nacional

Sema-MT apresenta novo Sisflora 2.0 em evento nacionalA secretária Mauren Lazzaretti em evento sobre sustentabilidade. Foto: Sema-MT

Ministério da Agricultura alinha parcerias para o agro sustentável
Da Amazônia ao Cerrado, cacau avança com produção em sistema agroflorestal
EUA vão financiar pesquisa para reduzir dependência de fertilizantes no País

O novo Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora 2.0) foi destaque no evento Madeira Sustentável – O Futuro do Mercado, realizado na quarta-feira, 8/3, em São Paulo. Mauren Lazzaretti, secretária de Meio Ambiente de Mato Grosso e presidente da Associação Brasileira de Meio Ambiente (Abema), apresentou os avanços de Mato Grosso na implementação da rastreabilidade da madeira e fomento ao manejo florestal sustentável.

“Estamos concluindo a implantação do sistema Sisflora 2.0, que traz os requisitos necessários para que a madeira seja efetivamente rastreada, possibilitando que os produtos de base florestal legais ganhem mercado e afastando a ilegalidade do campo. Nosso monitoramento com imagens de satélite dos planos de manejo também contribui para um maior controle do órgão ambiental”, disse.

Com as melhorias implementadas no sistema, a cadeia de custódia passa a ser realidade no Estado. É a garantia de que a madeira que chega ao consumidor final foi retirada de forma legal da floresta. Além do controle real da quantidade de madeira transportada, há mais transparência e possibilidade de auditorias externas e internas.

Lazzaretti apresentou, ainda, a importância do manejo florestal sustentável como responsável por 16% da meta estadual de descarbonização, por meio do Programa Carbono Neutro MT, cujo objetivo é neutralizar as emissões de carbono até 2035. A secretária informou também que o combate ao desmatamento ilegal em Mato Grosso é uma prioridade para o governo local.

“Monitoramos todo o nosso território com imagens de satélite de alta resolução. Com o apoio das forças de segurança, combatemos veementemente o crime ambiental que prejudica não apenas a natureza, mas todos aqueles que produzem dentro da Lei”, finalizou.

Fonte: Sema-MT