HomeEcologia

Amazônia e Cerrado concentraram 89,2% do desmatamento em 2021

Amazônia e Cerrado concentraram 89,2% do desmatamento em 2021Cerrado teve mais de meio milhão de hectares desmatados em um ano. Foto: Secom-MT

Exportação de carne de frango do Brasil bate recorde em 2021
Exportação de carne diminui 9,5%, mas preço cresce 12,9% no mercado internacional
Agronegócio tem superávit de US$ 105 bi em 2021, diz Ipea

Juntos, Amazônia e Cerrado representaram 89,2% da área desmatada detectada em 2021. Somando todos os seus biomas, o Brasil perdeu 16.557 km2 (1.655.782 ha) de cobertura de vegetação nativa no ano passado

Os dados constam da mais recente edição do Relatório Anual de Desmatamento no Brasil (RAD), do MapBiomas, divulgado nesta segunda-feira, 18/7. Trata-se de um aumento de 20% em relação ao ano anterior. Com a tendência de alta no desmate nos últimos três anos, nesse período o País perdeu quase um Estado do Rio de Janeiro de vegetação nativa.

Os números não deixam dúvidas de que a Amazônia foi a grande frente de supressão da vegetação nativa do Brasil nos últimos três anos. Dados mostram que esse bioma concentrou 59% da área desmatada e 66,8% dos alertas de desmatamento em 2021. Foram mais de 977 mil hectares de vegetação nativa destruídos no ano passado – um crescimento de quase 15% em relação aos 851 mil hectares desmatados em 2020 que, por sua vez, já haviam representado um aumento de 10% em relação aos 771 mil hectares de desmate em 2019.

Em segundo lugar, vem o Cerrado, com pouco mais de meio milhão de hectares (30%), seguido pela Caatinga, com mais de 116 mil hectares (7%). Mesmo com menos de 29% de sua cobertura florestal, na Mata Atlântica foram desmatados 30.155 ha – 1,8% da área dos alertas. Apesar de responder pela menor área de alertas (0,1% do total), o Pampa quase dobrou o montante desmatado (92,1%). No Pantanal se observou um aumento de 50,5% nos alertas detectados e 15,7% na área desmatada entre 2020 e 2021.

Fonte: MapBiomas

LEIA MAIS:

Mato Grosso é o segundo Estado que mais atua contra desmate no País