HomeEcologia

Operação ambiental multa fazenda em R$ 2 milhões por reincidência

Operação ambiental multa fazenda em R$ 2 milhões por reincidênciaDesmate ilegal em fazenda foi flagrado por satélite. Foto: Sema-MT

Autuação por crimes ambientais cresce 550% em MT em três anos
Fiscalização em reserva extrativista resulta em apreensão de máquinas e multa de R$ 50 mil
Polícia desmonta acampamento ilegal e aplica multa de R$ 50 mil por crime ambiental

Equipes de fiscalização ambiental flagraram o desmate de uma área já embargada, em 2021, e multaram a fazenda localizada em Marcelândia (640 km de Cuiabá) em R$ 2,1 milhões. A fiscalização ocorreu no último dia 4 de junho pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil (GOE-MT) e a Delegacia Especializada em Meio Ambiente da Polícia Civil (Dema).

Além de impedir a regeneração da vegetação da área embargada, a fazenda foi autuada pelo uso ilegal do fogo para impedir a regeneração de 233 hectares do Bioma Amazônia, e pela atividade de agricultura sem Autorização Provisória de Funcionamento (APF).

A equipe foi para campo após a atividade ilegal ser identificada por imagens de satélite de alta resolução pela equipe técnica da Coordenadoria de Fiscalização de Flora (CFFL). A ação faz parte da Operação Cedif, deflagrada em junho deste ano para combate do desmate ilegal e incêndios florestais.

Flagrante

Ao chegar ao local, houve o flagrante de um trator de pneus retirando troncos, galhos e vegetação que estavam sendo suprimidos, enquanto um trator esteira estava fazendo o enleiramento da vegetação nativa em regeneração. Em outro local da mesma área, havia uma grade hidráulica de arrasto preparando a terra para o cultivo.

Além da  reincidência, o uso do fogo na área é um agravante da penalidade. O embargo de uma área pelo órgão ambiental tem o objetivo de assegurar a regeneração da vegetação local.O maquinário que foi utilizado  diretamente para o descumprimento do embargo foi inutilizado pelos agentes da operação por não haver condições de transportar, e para impedir a continuidade do dano ambiental.

Operação Antropia

Em outra operação, o Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA), em combate à exploração ilegal de recursos florestais, , aplicou multa no valor de R$ 359.668,80 mil a um homem por crime ambiental. O caso ocorreu na terça-feira, 14/6, em uma propriedade rural localizada no município de Cotriguaçu (956 km de Cuiabá).

Segundo informações do boletim de ocorrência, a Polícia Militar identificou um depósito de toras de madeira e madeiras serradas de origem vegetal, sem licença válida para o armazenamento dos órgãos ambientais.  Além disso,  ficou constatado divergência de saldo, após o levantamento da volumetria dos produtos florestais,, ou seja, no Saldo Sisflora consta a menos do que no pátio.

Ao todo, foram apreendidos 23,76 M³ de toras e 750,25 M³ de madeira serrada. Diante dos fatos, os policiais conduziram um homem, 37 anos, à delegacia para registro do boletim de ocorrência às demais providências que o caso requer. O material apreendido foi doado ao Conselho Comunitário de Segurança Pública de Cotriguaçu.

Denúncias

Ao se deparar com crimes ambientais, o cidadão pode fazer denúncias pelo 0800 065 3838, WhatsApp (65) 99321-9997, ou via aplicativo MT Cidadão (disponível para IOS e Android).

Fonte: Sema-MT