HomeEcologia

Sema-MT realiza força-tarefa para acelerar validação do Sisflora 2.0

Sema-MT realiza força-tarefa para acelerar validação do Sisflora 2.0Equipe da secretaria faz jornada estendida até maio. Foto: Sema-MT

Plataforma de agronegócio do BB movimenta R$ 1 bi de janeiro a julho
Ministério da Agricultura marca presença na abertura do Show Safra
China retira dois últimos embargos a frigoríficos brasileiros

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) está realizando uma força-tarefa para acelerar a conferência da documentação dos cadastros do novo Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora 2.0). A validação dos cadastros possibilitará a migração do saldo de madeira dos cerca de 4 mil empreendimentos para o novo sistema, segundo a superintendente da Gestão Florestal da Sema, Suely Bertoldi.

“Esta força-tarefa mobiliza os servidores para a revalidação dos cadastros migrados do Sisflora 1.0 para o Sisflora 2.0. Estamos conferindo a documentação dos empreendimentos que fizeram o recadastramento. Após a validação, o saldo será migrado e as empresas poderão operar o sistema no Sisflora 2.0 normalmente”, destacou.

Mais de 50% dos cadastros já passaram por conferência. A superintendente alerta que muitos cadastros estão com pendências e os responsáveis devem enviar documentos o mais breve possível.

“Quanto antes o interessado corrigir o cadastro, antes ele terá o seu processo aprovado no Sisflora 2.0. Se ele estiver com o processo pendente, não conseguirá trabalhar com o saldo”, avisou Bertoldi.

A força-tarefa vai até o dia 3/5, quarta-feira, e é essencial para a implantação do novo sistema. Instituído pela portaria Nº 20/2023/GSALARH/SEMA-MT, o modelo de produtividade torna possível priorizar as análises, inclusive com jornada estendida e aos sábados.

Novo Sisflora 2.0

A Sema-MT implantou o novo Sistema de Comercialização e Transporte de Produtos Florestais (Sisflora) 2.0, que traz maior segurança, controle e monitoramento do volume autorizado na exploração florestal e o volume efetivo transportado. A madeira passa a ter rastreabilidade, e chega ao consumidor com a garantia de que foi retirada de forma legal da natureza.

Com a implementação do sistema, a madeira de Mato Grosso passa a ter a chancela do Estado de que é legal e rastreável. A exploração florestal é a base da economia de 44 municípios do estado. O Sisflora é um sistema estadual que tem como objetivo o monitoramento e controle da comercialização e o transporte de produtos florestais em Mato Grosso.

Fonte: Governo de MT