HomeEconomiaMundo

Brasil e Irã assumem compromisso para ampliar e diversificar comércio

Brasil e Irã assumem compromisso para ampliar e diversificar comércio

Ministro vê “luta difícil” para Plano Safra, mas diz que buscará R$ 300 bi
Aumento da exportação favorece produtividade e qualidade do gado em Mato Grosso, diz Imac
Produtores falam dos benefícios de ter energia solar em suas fazendas

Os ministros da Agricultura do Brasil e do Irã firmaram no sábado, 19/2, um compromisso para aumentar e diversificar a exportação de alimentos, commodities agrícolas e material genético do Brasil para o Irã e de produtos agrícolas e fertilizantes do Irã para o Brasil, informou em nota o Ministério da Agricultura.

Em reunião bilateral realizada em Teerã, Tereza Cristina e Seyed Javad Sadatinejad também reforçaram o potencial de outros produtos, como frutas secas, pistache, trigo e açafrão pelo lado iraniano; algodão, arroz e açúcar pelo brasileiro.

A ministra avaliou que muitos produtos iranianos podem ter boa aceitação pelos brasileiros, como conservas, frutas e azeite de oliva.

Precisamos nos conhecer mais, precisamos que os empresários iranianos venham ao Brasil para apresentar seus produtos, especialmente em feiras agrícolas”, disse.

Ela também comemorou a possibilidade de ampliar a exportação de ureia iraniana para o Brasil, anunciada na sexta-feira. “Isso é muito importante para a agricultura brasileira.”

No encontro, os dois ministros se comprometeram a apoiar a atração de investimentos, joint ventures e a implementação de projetos agrícolas de empresas de ambos os países. O compartilhamento e intercâmbio de experiências em conhecimento e realizações científicas e tecnológicas entre as duas nações também está previsto.

O ministro iraniano ressaltou que o Brasil é mundialmente conhecido como grande potência agrícola e disse que a visita de Tereza Cristina ao país é o primeiro passo para o amadurecimento dessa relação. Ainda este ano, está prevista a realização da próxima reunião do Comitê Consultivo Agrícola bilateral entre os dois países.

Ainda no sábado, representantes de empresas brasileiras e iranianas também firmaram um acordo de intenções para o comércio compensado (barter trade) de 400 mil toneladas de ureia pelo equivalente em milho e soja, por meio de comércio de troca.

Fonte: Estadão Conteúdo