HomeAgriculturaProdutividade

Defesa Civil faz alerta sobre chuvas intensas em Mato Grosso

Defesa Civil faz alerta sobre chuvas intensas em Mato Grosso

Excesso de chuvas dificulta avanço da colheita de soja
Subvencionado, seguro paramétrico mitiga prejuízos com seca e chuva
Inmet divulga previsão de chuvas e temperaturas para os próximos seis meses

A Defesa Civil Estadual de Mato Grosso alerta sobre os riscos de alagamentos e inundações que podem acontecer devido a previsão de intensas chuvas em diversas regiões no Estado.

A classificação atual, na cor ‘laranja’, do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), indica alerta de risco para temporais, com chuvas de 30 até 60 mm, acompanhadas de ventos que podem atingir de 60 a 100 km por hora, podendo ocasionar queda de árvores, interrompimento de energia e descargas elétricas provocadas pelos raios. Essa ação é causada pelo fenômeno natural Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), que propicia formação de nuvens carregadas, com previsão persistente de dois dias de chuvas, que segue até esta terça-feira, 1/2.

Segundo o superintendente de Proteção e Defesa Civil estadual, tenente-coronel BM. Luís Cláudio Cruz, as equipes estão em contato com os agentes municipais monitorando possíveis locais de maior risco de desastres. “Estamos à disposição para integrar uma força-tarefa e decretação de situação de emergência, caso este evento adverso se configure em desastre”.

A cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade (a 562 km de Cuiabá) passa por avaliação e levantamento dos estragos causados pelas fortes chuvas que caíram neste domingo (30.01). Não houve registro de mortes ou pessoas feridas.

Famílias com casas próximas a rios e córregos devem ficar atentas, redobrar os cuidados devido aos riscos de alagamentos.

Quebra de safra em Sorriso

O presidente do Sindicato Rural de Sorriso, Silvano Felipetto, acredita que o excesso de chuvas dos últimos dias deve resultar em uma quebra de 12% na safra.  Segundo ele, o município deve alcançar uma produção de R$ 1,9 milhão de toneladas, cerca de 200 mil toneladas a menos que o previsto. As informações são do site Só Notícias.

“Até semana passada estávamos com 20 dias de tempo firme e agora estamos há seis dias com chuva direto”, informou Silvano, conforme divulgado pela assessoria da prefeitura.

A quebra também pode ser justificada pelo registro de doenças e anomalias na produção, que está alcançando uma produtividade média de 55 sacas/ hectare.

Veja os municípios que estão com situação de emergência declarada

Agua Boa

Confresa

Gaúcha do Norte

Luciara

Nova Bandeirantes

Paranatinga

Porto Alegre do Norte

Santa Terezinha

São Félix do Araguaia

Vila Rica

Serviço

Para receber recomendações e alertas sobre riscos de desastres, o cidadão pode se cadastrar para receber mensagens de alertas. Basta enviar um SMS como o número do CEP para o número 40199, o serviço e gratuito.

Fonte: Governo de Mato Grosso