HomePecuária

Programa de conversão de pastagens apresentado a franceses

Programa de conversão de pastagens apresentado a francesesEncontro foi na sede da agência nacional Business France. Foto: Mapa

Jovens põem a mão na massa para reflorestar o Brasil
COP26: “Pecuária europeia tem que ficar muito mais preocupada com metano que a brasileira”
Boas práticas de integridade dão prêmio a empresas e cooperativas

Como parte da programação da visita do Presidente da França, Emmanuel Macron, ao Brasil, que aconteceu na semana passada, representantes do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) apresentaram algumas iniciativas do Ministério à delegação empresarial francesa que acompanhou o presidente.

O encontro ocorreu em São Paulo, na véspera da visita de Macron, na sede da agência nacional Business France, que conta com mais de mil colaboradores no mundo e trabalha com uma rede de parceiros dos setores público e privado. O Mapa foi representado no ato pelo secretário-adjunto de Comércio e Relações Internacionais, Julio Ramos, e pelo coordenador-geral de Atração de Investimentos Estrangeiros e Cooperação Internacional, Luiz Claudio Caruso.

A reunião também teve a participação de dezenas de representantes de empresas francesas focadas em inovações sustentáveis na agricultura. Entre as iniciativas apresentadas pela equipe do Mapa, foi destacado o Programa Nacional de Conversão de Pastagens Degradadas em Sistemas de Produção Agropecuários e Florestais Sustentáveis (PNCPD).

O PNCPD visa contribuir com a segurança alimentar e nutricional do planeta e o enfrentamento às mudanças climáticas. O programa também prevê a recuperação e conversão de até 40 milhões de hectares de pastagens de baixa produtividade em áreas agricultáveis, podendo praticamente dobrar a área de produção de alimentos no Brasil sem desmatamento, evitando a expansão sobre áreas de vegetação nativa, no prazo de dez anos.

Além disso, a transformação da agropecuária brasileira foi um dos pontos enfatizados.

“Foi uma excelente oportunidade para representar o ministro Carlos Fávaro e o secretário Roberto Perosa, compartilhando experiências, explorando novas tecnologias e enfatizando o papel sustentável do Brasil, que contribui significativamente para a redução da insegurança alimentar global”, disse Julio Ramos.

A delegação do Mapa foi recepcionada pelo diretor geral da Business France, Laurent Saint-Martin, pelo diretor de AgroTech, André Jurgens Rios, e pelo conselheiro agrícola, Pierre-Adrien Romon.

“Desde o lançamento do programa nacional de bioinsumos pelo Mapa, a França se posicionou prontamente com ações lideradas pela Business France, apoiando dezenas de empresas francesas interessadas no Brasil. O Mapa e a Embrapa sempre nos deram suporte, participando dos nossos eventos e ações de comunicação junto ao setor empresarial francês do segmento de bioinsumos. Assim, mais de 50 empresas foram acompanhadas desde 2020, e 10 projetos de implantação foram confirmados, com o objetivo de médio prazo de estabelecer unidades produtivas e fabricar bioinsumos em território brasileiro, aumentando a oferta de soluções eficientes e sustentáveis e gerando empregos no país”, enfatizou André Jurgens.

Fonte: Mapa