HomeAgenda

Inscrições abertas para o encontro “Política Florestal e Agronegócio”

Inscrições abertas para o encontro “Política Florestal e Agronegócio”O encontro acontece no dia 14 de junho na sede da OAB-MT. Foto: Secom-MT

Caso Galvan escala racha do agro em torno de Bolsonaro
Grande parte da produção em Mato Grosso já está se tornando mais sustentável, diz diretor da PCI
O que a guerra na Ucrânia tem a ver com os preços do nosso dia a dia

Como parte da programação da Semana do Meio Ambiente, da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT),  o encontro “Política Florestal e Agronegócio” será realizado no dia 14 de junho, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MT), em Cuiabá.

A participação é gratuita e as inscrições podem ser feitas no site: https://www.viex-americas.com/politicaflorestal/. O evento busca a interação entre produtores rurais, indústrias, sociedade civil e governos para compatibilizar a produção de alimentos e competitividade do agronegócio nacional, com a manutenção e preservação dos recursos naturais.

O encontro prevê não apenas momentos de exposição e troca de conhecimentos, como também reuniões entre governos e empreendedores, para explorar gargalos regulatórios e caminhos para viabilização de projetos.

Os participantes poderão acompanhar de perto as iniciativas legislativas, que visam compatibilizar os objetivos econômicos e ambientais no campo, e entender de que maneira impactam suas estratégias de negócios, bem como contribuir para a inovação regulatória com sugestões e participação em debates.

Entre os assuntos abordados nas palestras, estão a inovação e tecnologia no campo, a relação do Estado com o Meio Ambiente e as decisões das lideranças empresariais com base em questões florestais.

O encontro é promovido pela Sema-MT, em parceria com a Associação Brasileira de Direito de Energia e Meio Ambiente (ABDEM), OAB/MT e VIEX, com patrocínio da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (AMPA) e Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato).

Fonte: Governo do Mato Grosso