HomeEcologia

Incêndios no Pantanal de MT mobilizam equipe de 40 pessoas

Incêndios no Pantanal de MT mobilizam equipe de 40 pessoasNa área de difícil acesso por terra, combate foi aéreo. Foto: Secom-MT

Junho de 2024 foi o mais quente já registrado, diz Copernicus
Suspeitos por fraude tentaram grilar 3,5 mi de hectares na Amazônia
Valor de produção agrícola bate recorde e Sorriso segue líder
Quarenta bombeiros, brigadistas e militares do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAer) combatem dois incêndios no Pantanal. Um deles está localizado no km 19 da Transpantaneira e outro em uma fazenda próxima ao Parque Estadual Encontro das Águas. Estão sendo empregados nas ações de combate três aviões, um helicóptero, dois caminhões auto tanque, dois caminhões pipa, um caminhão auto bomba tanque florestal e dez caminhonetes.
Na Transpantaneira, duas equipes foram deslocadas para região na terça-feira, 3/10, após a detecção do incêndio pelos satélites de alta tecnologia da Sala de Situação Central (SSC) do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), em Cuiabá. Já na quinta-feira, 5/10, foi feito um reforço com mais duas equipes e dois aviões do Grupo de Aviação Bombeiros Militar (GAVBM). Segundo o comandante do BEA, tenente-coronel Marco Aires, a plataforma dos Bombeiros foi essencial para o deslocamento imediato das equipes.

“Assim que detectamos o incêndio da Transpantaneira na terça, acionamos inicialmente duas equipes para o local no mesmo dia, a fim de garantir resposta rápida contra o fogo. Essa eficiência só foi possível graças à nova plataforma que começamos a utilizar neste ano, capaz de gerar dados muito mais precisos e, consequentemente, uma resposta mais eficiente”, disse.

Já na fazenda, o incêndio é monitorado desde segunda-feira, 2/10. Na quinta-feira, três equipes deram início ao combate indireto com a construção de aceiros para impedir o avanço da frente de incêndio.

De acordo com o comandante, a região onde o incêndio está localizado é de difícil acesso por terra. Por isso, a equipe contou com apoio de um avião do CIOPAer na área para fazer o translado das equipes de uma fazenda vizinha ao local onde estão sendo construídos os aceiros.

“Nas duas ocorrências, também tivemos apoio do CIOPAer com um helicóptero para sobrevoar a região e planejar as estratégias de combate que estão em andamento nesta quinta. Essa integração entre as forças de segurança tem sido fundamental para que possamos combater o incêndio”, completou Aires.

Fonte: CBMMT