HomeEcologia

Livros revelam biodiversidade da Estação Ecológica do Rio Ronuro

Livros revelam biodiversidade da Estação Ecológica do Rio Ronuro

Empresas e entidades do agro brasileiro pedem aos EUA aval a fundo de US$ 9 bi para florestas
MT assina parceria com ABNT para certificar empresas ‘carbono neutro’
Estudo confirma potencial de redução de emissões na pecuária

Você sabia que a Estação Ecológica do Rio Ronuro, em Nova Ubiratã,  é uma unidade de conservação de proteção integral com 102 mil hectares do bioma Amazônia?

Essa e muitas outras informações constam dos livros “Espécies Arbóreas da Estação Ecológica do Rio Ronuro” e “Biodiversidade da Estação Ecológica do Rio Ronuro”, que serão lançados dia 30 de novembro,  às 15h30, no auditório Arne Sucksdorff, na sede da Secretaria do Meio Ambiente (Sema), em Cuiabá.

As obras abordam a riqueza da fauna e da flora existentes na Estação Ecológica do Rio Ronuro,  que foi objeto de estudos  de 89 pesquisadores da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e de outras 16 instituições de ensino e pesquisa, durante quatro anos.

A Estação foi criada há 23 anos por meio de um decreto estadual com o obetivo de minimizar o avanço das fronteiras do desmatamento, preservando seus elementos naturais, incluindo biodiversidade, paisagens e recursos hídricos. Porém,  de acordo com artigo na UFMT, o espaço vem sofrendo com desflorestamento e ainda é pouco estudado pelos cientistas.

“O desconhecimento sobre a biodiversidade da região foi um grande estímulo ao grupo de pesquisadores do Núcleo de Estudos em Biodiversidade da Amazônia Mato-grossense. Os resultados obtidos ao longo desses quatro anos de estudos são de extrema importância, visto que se desvenda uma parte da biodiversidade dessa região, fato que contribuirá para tomada de decisões e guiará futuros estudos na região” explica, professor Domingos de Jesus Rodrigues, o coordenador do Núcleo de Estudos em Biodiversidade da Amazônia Mato-grossense (NEBAM) do Câmpus de Sinop.

Os livros foram elaborados pela UFMT campus de Sinop, em parceria com a Sema e com apoio da Assembleia Legislativa (ALMT) e Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT), com recursos do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA).

O livro “Biodiversidade da Estação Ecológica do Rio Ronuro” pode ser acessado aqui

Fonte: Governo de Mato Grosso e UFMT