HomeEcologia

MT discute desenvolvimento sustentável da Amazônia

MT discute desenvolvimento sustentável da AmazôniaAmazônia +10 vai reunir grandes especialistas no tema. Foto: Mayke Toscano/Secom

Na Amazônia Legal, 74% dos focos de calor são em MT
PF prende suspeito de ser o maior devastador do bioma amazônico
Mato Grosso lidera desmatamento da Amazônia em fevereiro

Mato Grosso irá receber, nos dias 29 e 30 de agosto, a Oficina de Trabalho da Iniciativa Amazônia +10, que será mediada pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE). O objetivo é apresentar e discutir a implementação de um dos principais projetos de fomento à pesquisa e inovação na Amazônia Legal. As inscrições para participar da oficina podem ser feitas neste link até sexta-feira, 25/8.

Os participantes irão discutir quais serão os temas estratégicos que vão direcionar a escolha dos projetos e ações inovadoras escolhidos para receber o fomento. Entre os pontos já estabelecidos estão o desenvolvimento econômico e social da região amazônica de forma sustentável.

Mato Grosso será o primeiro a receber a oficina, que também será realizada em outros oito Estados que compõem a Amazônia Legal. Os participantes terão a possibilidade de interagir com especialistas para propor formas de alavancar o desenvolvimento tecnológico, científico e de inovação da região amazônica sem abandonar o compromisso com a sustentabilidade.

De acordo com a superintendente de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação, Lecticia Figueiredo, essa é uma importante oportunidade para que o Sistema de Ciência e Tecnologia de Mato Grosso possa contribuir na discussão e colaborar com a delimitação de um edital focado nos problemas reais da região amazônica.

“As oficinas começam em Mato Grosso, que é uma oportunidade de reunir os atores do Sistema Estadual de Ciência e Tecnologia para debater as cadeias prioritárias de pesquisa, visando esse desenvolvimento sustentável. Então é uma ótima oportunidade dos participantes contribuírem nesse processo e definirem com a gente quais são os temas prioritários nesse desenvolvimento”, disse.

Amazônia +10

A primeira chamada de trabalho ocorreu em 2022, contemplando pesquisas que tinham por objetivo avançar o conhecimento científico e tecnológico sobre a região amazônica. Ao todo mais de 500 pesquisadores em 20 Estados brasileiros foram contemplados com o fomento, incluindo pesquisadores mato-grossenses.

Assim como no primeiro edital, na segunda etapa também serão considerados trabalhos que possam propor soluções de adaptação baseadas na comunidade, ampliando a possibilidade de um desenvolvimento sustentável e promovendo o bem-estar das populações da região. Já uma das novidades para a nova etapa está na possibilidade de inscrição de projetos voltados para a área de inovação.

Nos próximos meses serão feitas rodadas de oficinas para definir quais serão as prioridades temáticas de cada estado que compõe a Amazônia Legal. Em seguida, serão desenhados os próximos editais para inscrição de pesquisadores, empresas e outras iniciativas das áreas científica e de inovação. Conheça mais aqui.

Fonte: Governo de MT