HomeEconomia

Agricultores familiares reclamam da demora em liberar verba do Pronaf

Agricultores familiares reclamam da demora em liberar verba do PronafDos R$ 60 bi liberados, cerca de 22 bilhões foram captados pelos bancos. Secom-MT

Entra em vigor lei que atualiza regras das cooperativas de crédito
Saiba quais estratégias beneficiam o pecuarista na hora de pedir crédito
El Niño severo pode prejudicar produção agrícola e causar inflação

Produtores da agricultura familiar estão enfrentando dificuldade na contratação na liberação de recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) do Plano Safra 2022/2023.

De acordo com o Canal Rural, até o momento, dos R$ 60 bilhões liberados para financiamentos pelo Pronaf, cerca de 22 bilhões foram captados pelos bancos. A  informação, segundo o site, é de um levantamento da assessoria de política agrícola da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) junto ao Banco Central.

Desde seu lançamento, em finais de junho, as contratações do Plano Safra já ultrapassaram R$ 115 bilhões.

Novas contratações de linhas do Pronaf – de investimento e  de custeio, com taxas de juros prefixada de até 6% ao ano -, desde o fim de agosto, estão suspensas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em razão do comprometimento total dos recursos disponíveis, segundo comunicado no site da instituição.

Por isso, a preocupação com a demora em liberar os recursos.

“Tem dinheiro, mas o recurso não tá liberado, não consegue liberar para distribuir para os agricultores. E a gente assim fica cada vez mais desanimado porque já é difícil a gente estar trabalhando nessa área, e a gente chega lá e perde tempo do serviço e vai isso e vai aquilo, a gente fica meio desanimado porque cada vez que vai, perdi as contas de quantas vezes eu fui no banco”, afirmou Valdinei Franco, produtor de hortifruti, que contratou recursos do Pronaf pela primeira vez em 12 anos, desde que começou na atividade.