HomeEconomiaBalanço

Com embargo, Mato Grosso deixou de exportar US$ 117 milhões em carne bovina à China, diz Imac

Com embargo, Mato Grosso deixou de exportar US$ 117 milhões em carne bovina à China, diz Imac

Exportação de carne bovina de MT cresce 42%
Rússia vai retomar importação de carnes bovina e suína do Brasil
Após China, EUA podem barrar carne bovina do Brasil, diz jornal

O Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) recebe com expectativa de recuperação, em um curto espaço de tempo, o fim do embargo chinês às exportações da carne bovina brasileira, comunicado nesta quarta-feira, 15/12, pela Administração Geral de Alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês). Os chineses voltam, assim, a importar produtos de carne bovina desossada de animais com menos de 30 meses, depois de 100 dias de restrição.

Sem a China, as exportações nacionais de carne bovina registram perda de US $ 762,3 milhões entre os meses de outubro e novembro deste ano. Em Mato Grosso, a suspensão provocou uma frustração de receita de 117,3 milhões para a indústria da carne. Os valores são calculados com base na receita referente aos mesmos meses de 2020.

Segundo a entidade, no entanto, é possível notar resultados positivos mesmo com o embargo. De janeiro a novembro de 2021, o faturamento do Brasil com exportações de carne bovina e derivados para a China totalizaram US $ 3,9 bilhões. Este valor é 6,8% superior ao observado entre janeiro e novembro de 2020.

“Importante lembrar que desde outubro não vendemos carne bovina para a China, portanto, esse resultado preliminar positivo se deve ao período de janeiro a setembro de 2021 basicamente, responsável por 98,7% da receita no período”, analisa do diretor de operações do Imac, Bruno de Jesus Andrade.

Ainda segundo Bruno Andrade, a estimativa é que, sob o ponto de vista dos pecuaristas, o impacto na comercialização seja de pouco mais de 750 mil animais.

“Estes animais combinam como destino a China em outubro e novembro, o equivalente a uma receita de R $ 4,5 bilhões em faturamento que pecuaristas precisaram renegociar”.

Em Mato Grosso, o faturamento das exportações de carne bovina e derivados para a China totalizaram US $ 814,2 milhões, 21% do total do Brasil. Este valor é 15,9% superior ao observado entre janeiro e novembro de 2020

Histórico

Em 4 de setembro deste ano, o Mapa suspendeu voluntariamente os embarques aos chineses, por causa de dois casos atípicos do “mal da vaca louca”. Os casos foram identificados em frigoríficos de Nova Canaã do Norte (MT) e de Belo Horizonte (MG).

A ministra da Agricultura e Abastecimento, Tereza Cristina, disse que esperava uma retomada das exportações porque o Brasil repassou todas as informações sobre os casos atípicos da doença registrada no país. O Mapa, no entanto, não acredita que uma queda nas condições básicas quatro meses tenha maiores impactos na Balança Comercial, nenhum volume acumulado em 2021. Entre janeiro e novembro, o Brasil faturou com as exportações de carne bovina e produtos derivados para a China EUA $ 3,9 bilhões, 6,8% a mais que no mesmo período em 2020.

O Instituto Mato-Grossense da Carne (Imac) é um Serviço Social Autônomo que tem como missão promover a carne bovina de Mato Grosso, valorizando toda a cadeia produtiva a partir de ações de pesquisa e desenvolvimento, informação e marketing. Em seu conselho deliberativo, estão representantes do Governo do Estado, do setor pecuário e de indústrias frigoríficas.

Fonte: Imac