HomeEconomiaAgricultura

Custos de produção da soja em MT sobe 1,2% puxado por fertilizantes, diz Imea

Custos de produção da soja em MT sobe 1,2% puxado por fertilizantes, diz ImeaIncertezas de abastecimento é um dos fatores da alta. Foto: CNA

Cresce exportação de carne bovina do Mato Grosso para o Reino Unido
China suspende importação de carne de frango de unidade da BRF em MT
Demanda da China e EUA por carne deve manter exportações aquecidas

O custo de produção de soja em Mato Grosso voltou a subir, e a relação de troca com fertilizantes piorou, disse o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), em relatório semanal. O custeio da safra 2022/23 da soja foi estimado em R$ 4.761,44 por hectare em Mato Grosso, avanço de 1,21% ante ao mês de fevereiro.

“Os preços dos fertilizantes continuam puxando as despesas nesta temporada, devido as incertezas do abastecimento, a crise energética na China e os conflitos entre a Rússia e a Ucrânia”, disse o Imea.

Os preços dos adubos Super Simples (SSP) e MAP aumentaram 7,57% e 15,14% em relação a fevereiro, estimados na média mensal em R$ 3.784,38/t e R$ 7.161,75/t, respectivamente. Diante do contexto de alta no fertilizante e o recuo do preço da soja futura em Mato Grosso, a relação de troca do SSP piorou 13,78% e a do MAP, 21,78%. Para que o produtor consiga uma tonelada de SSP e MAP é preciso entregar 25,07 e 47,44 sacas de soja, respectivamente.

O custo de produção total aumentou 1,16% na mesma base de comparação, para R$ 7.371,09/ha.

Além dos fertilizantes, o agricultor tem enfrentado os desafios das mudanças climáticas. O produtor de soja foi o que mais comprou apólices de seguro rural em 2021.

Fonte: Estadão Conteúdo