HomeEconomia

Estado fecha trimestre com saldo de US$ 7,16 bi na balança comercial

Estado fecha trimestre com saldo de US$ 7,16 bi na balança comercialSoja foi um dos carros-chefe das exportações. Foto: Agência Brasil

Agro tem superávit de US$ 43,7 bi no acumulado de 2022, diz Ipea
Exportações do agro batem recorde em agosto e atingem US$ 15,63 bi
Balança comercial do agro em junho registra exportações de US$ 15,71 bi

Mato Grosso fechou o primeiro trimestre de 2023 com saldo de US$ 7,16 bilhões na balança comercial, de acordo com o Observatório do Desenvolvimento da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec). Os números, divulgados na quarta-feira, 12/4, têm base nos dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. As informações são do G1.

O Estado exportou mais do que importou. O valor é 10,3% maior do que foi registrado no mesmo período de 2022, com US$ 6,49 bilhões registrado. O saldo da balança é resultado da subtração entre exportação e importação. Sozinho, Mato Grosso representa 45% do saldo brasileiro, que foi de US$ 15,84 bilhões.

As exportações acumularam US$ 3,5 bilhões em março, o que significa um valor 9,37% maior em comparação ao mesmo mês do ano passado. Já no acumulado do primeiro trimestre somam US$ 7,34 bilhões, valor 1,49% menor em comparação ao mesmo período de 2022. O que explica essa redução, segundo a Sedec, foi o atraso na colheita e comercialização da soja em fevereiro de 2023.

A Sedec aponta como os principais mercados consumidores do Mato Grosso China, Tailândia, Espanha e Países Baixos (Holanda). Já os exportadores para o Estado são Rússia, Canadá, Estados Unidos, China e Israel, que juntos acumulam US$ 426,32 milhões.

Mato Grosso importou 34,8% menos neste primeiro trimestre quando comparado com o mesmo período de 2022, o que revela uma redução de US$ 964,26 milhões para US$ 628,09 milhões. Mesmo que fertilizantes sejam os mais importados, houve uma redução de 33% na compra desses produtos neste ano, o que totaliza US$ 507,37 milhões.