HomeEconomia

PIB do agro subiu 11,3% no primeiro trimestre deste ano

PIB do agro subiu 11,3% no primeiro trimestre deste anoO pequeno recuo foi por questões climáticas. Foto: Wenderson Araujo/Trilux

Plataforma do Desenrola renegociará dívidas de agricultores familiares
Senado aprova redução no IPTU para incentivar preservação ambiental
Mudanças do clima podem impulsionar proteção das lavouras

Nesta terça-feira, 4/6, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o o Produto Interno Bruto (PIB, conjunto de todos os bens e serviços produzidos no país) do primeiro trimestre deste ano, que apresentou alta de 0,8%. No setor agropecuário, o aumento foi de 11,3% em relação aos últimos três meses de 2023. A informações são do Globo Rural.

O PIB do agro contabilizou R$ 192,2 bilhões no trimestre, enquanto o PIB geral do país ficou em R$ 2,7 trilhões. A alta de 2024 em relação a 2023, entretanto, reflete as diferenças nas lavouras dos dois períodos, de acordo com a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis.

As mudanças do clima neste ano deram uma noção de que o momento foi pior para o setor, antes mesmo de qualquer efeito das enchentes do Rio Grande do Sul. Palis explicou, porém, que o primeiro trimestre concentra as lavouras de soja e milho, que são mais relevantes que as safras características do quarto trimestre, como laranja e trigo.

“Apesar de 2023 ter sido muito bom o ano inteiro, a gente viu que o milho e soja puxaram o primeiro trimestre, o quarto trimestre é marcado pelas safras de laranja e trigo. Apesar do ano ter sido excelente, o quarto trimestre não foi tão bem. E tem essa questão de safras diferentes, só que o peso (do quarto trimestre) é pequeno”, disse.

Recuo na comparação anual

Os dados do IBGE mostram que houve, na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, queda de 3% no primeiro trimestre de 2024. Já o PIB total da economia do Brasil avançou 2,5% na mesma comparação.

O recuo da agropecuária reflete as questões climáticas, que prejudicaram a soja e o milho, duas das principais lavouras do Brasil, de acordo com Palis. O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) do IBGE de maio, a mais recente, tem previsão de quedas na produção em 2024, de 2,4% de soja e de 11,7% de milho.

Foi a pecuária que contribuiu de forma mais positiva, mas a atividade responde por apenas cerca de 20% da agropecuária, enquanto a agricultura é responsável por cerca de 70%. Produção florestal e pesca ficam com o restante.