HomeAgricultura

Carlos Fávaro exalta qualidade do milho brasileiro em congresso

Carlos Fávaro exalta qualidade do milho brasileiro em congressoEvento reuniu produtores e autoridades em Brasília. Foto: Mapa

Indústria de carnes do RS deve recorrer a milho do MT
El Niño: seca nos rios do Norte pode prejudicar preço de grãos
Produtor de soja e milho deve ter pior prejuízo em 25 anos, diz Cepea

Aconteceu em Brasília, na quarta-feira, 17/5, o 1º Congresso da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho),  cujo objetivo foi debater as perspectivas e os desafios do grão com especialistas e autoridades do setor. O evento contou com a presença do ministro da Agricultura e Pecuária (Mapa), Carlos Fávaro. Ele destacou a importância do grão para o agronegócio brasileiro.

“O milho se consolida cada vez mais como a grande vocação brasileira. O milho é a mola indutora da economia agrícola, pois, a partir dele você tem as transformações nas carnes, nos biocombustíveis, na rotação de culturas, melhoria da qualidade do solo, então um congresso como esse, que vem trazer tecnologias, informações, debates, tanto para produtores, quanto para a agroindústria, governo, parlamentares é fundamental”, comentou.

De acordo com o ministro, ao fortalecer a cadeia produtiva do milho, também se fortalecem as cadeias produtivas da soja, do algodão, do sorgo, do trigo, entre outros. Por isso, reforçou, o Ministério da Agricultura e Pecuária e o governo do presidente Lula apoiam irrestritamente a produção de milho no país.

Entre as medidas que podem fortalecer o milho, estão o aumento das exportações de carne de frango, por exemplo. Atualmente, o Brasil já responde por 35% do frango no mundo e esse número pode chegar a 43% ainda neste ano, conforme avaliou o ministro. Além disso, o aumento do percentual de adição de biodiesel ao diesel, também é um indutor da cadeia do milho.

Outra proposta para fortalecer a produção brasileira é a ampliação de mercados. Somente neste ano, foi aberto, em média, um novo mercado a cada semana para os produtos da agropecuária. Conforme as expectativas da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), o Brasil poderá ocupar a posição de líder mundial nas exportações de milho em 2023.

Fonte: Mapa