HomeEconomiaAgricultura

Grupo Acron, da Rússia, compra fábrica de fertilizantes de MS

Grupo Acron, da Rússia, compra fábrica de fertilizantes de MS

Importação recorde de adubo pelo Brasil garante oferta, apesar da crise
Entrega de fertilizantes cresce 21,4% em junho ante junho de 2020, diz Anda
Importação de fertilizantes é recorde e chega a 41,6 milhões de toneladas

A Petrobras chegou a um acordo com o Grupo Acron para venda da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN3) de Mato Grosso do Sul. O anúncio foi feito pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, na sexta-feira, 4/1, em Três Lagoas (MS).

“A Agricultura brasileira vai ganhar muito com a implantação dessa fábrica, que vai produzir fertilizantes nitrogenados, a ureia que é imprescindível para que a nossa agricultura seja cada vez menos dependente desses nutrientes”, ressaltou a ministra.

Em comunicado, a Petrobras informou que chegou a um acordo para as minutas contratuais para a venda de 100% da UFN3 com o grupo russo Acron. Segundo a empresa, a assinatura do contrato de venda depende ainda de tramitação na governança da Petrobras, após as devidas aprovações governamentais.

Segundo a ministra, o tema será tratado com a Acron durante visita da comitiva brasileira à Rússia prevista para os próximos dias.

“Temos reunião marcada com vários produtores de fertilizantes e eles estão nessa lista. Teremos notícias lá de quando isso vai acontecer, quando eles chegam aqui”, disse Tereza Cristina.

A UFN3 é uma unidade industrial de fertilizantes nitrogenados localizada em Três Lagoas (MS). A construção da UFN3 teve início em setembro de 2011, mas foi interrompida em dezembro de 2014, com avanço físico de cerca de 81%. Após concluída, a unidade terá capacidade projetada de produção de ureia e amônia de 3.600 t/dia e 2.200 t/dia, respectivamente. A conclusão da Unidade será de responsabilidade do comprador.

Fonte: Mapa