HomeProdutividade

Clima prejudica novamente agricultores do Sul

Clima prejudica novamente agricultores do SulFoto: Inmet

Chineses descobrem gene que pode aumentar produção de grãos sem abertura de área
O clima mudou e seguirá mudando, alerta agência meteorológica
Subvencionado, seguro paramétrico mitiga prejuízos com seca e chuva

Com a presença da onda de frio desta semana no País, nossos irmãos do Sul sofrem novamente para levar adiante seus plantios. A escassez de chuvas e as geadas em 2021 afetaram as perspectivas da safra de grãos no País.

O INMET reforça nesta quinta-feira, 19/05, o aviso de atenção para as culturas que poderão ser prejudicadas pela geada, conforme já indicado pela Conab em seu Boletim Semanal (https://www.conab.gov.br/info-…).

A previsão de temperaturas baixas e ocorrência de geadas no centrossul do País poderão impactar os cultivos de milho e feijão segunda safra que se encontram em fases fenológicas sensíveis, como também alerta a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), além das hortaliças e das culturas perenes como o café, cana-de-açúcar e frutas.

Outro fator importante é que a queda de temperatura e a maior intensidade de geada podem ocasionar a ocorrência da temperatura letal, ou seja, uma temperatura que promove danos mais graves e irreversíveis às culturas. Por exemplo, registros de temperaturas nas estações meteorológicas menores que 2°C na fase de florescimento podem comprometer a cultura do milho, enquanto 3,5°C nesta mesma fase, impacta severamente a cultura do feijão.

Na cultura do café, por ser uma cultura pouco tolerante ao frio, a ocorrência de temperaturas abaixo de 0°C no abrigo podem provocar danos parciais ou totais à planta.

Já para a cultura da banana, temperaturas inferiores a 4°C podem ocasionar danos nas folhas e prejudicar os frutos em formação. A ocorrência e intensidade de geadas podem ser amenizadas a depender do relevo e velocidade do vento. Por isso, é importante acompanhar os boletins semanais da Conab e do Inmet em https://www.conab.gov.br/info-… e https://portal.inmet.gov.br/in…

Fonte: Inmet