HomePecuária

MT já cumpriu 76% das metas para se tornar área livre de aftosa, sem vacinação

MT já cumpriu 76% das metas para se tornar área livre de aftosa, sem vacinaçãoImunização dos rebanhos deve ser suspensa em 2023. Foto: Imac

O que a guerra na Ucrânia tem a ver com os preços do nosso dia a dia
PF cumpre 13 mandados em MT para investigar extração de ouro ilegal
Sorriso lidera produção agrícola nacional, pela terceira vez consecutiva

Mato Grosso já cumpriu ou está em fase final de conclusão de 76% das metas exigidas pelo Ministério da Agricultura para conquistar, mais à frente, o status de área livre da doença, sem vacinação, disse a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado, em nota. Atualmente, os municípios de Rondolândia e algumas propriedades em Colniza, Aripuanã, Juína e Comodoro já conquistaram esse status.

Segundo a presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Emanuele de Almeida, que participou no domingo, 25/9, do 5º Fórum Estadual de Vigilância para Febre Aftosa, em Cuiabá, a perspectiva é de que 100% das metas sejam cumpridas até 2026 e que a imunização dos rebanhos seja suspensa em 2023 – a última campanha de vacinação no Estado vai ocorrer no próximo mês de novembro.

As metas constam no Programa Nacional de Vigilância para Febre Aftosa (Pnefa). Entre as metas, estão reforçar barreiras sanitárias entre Estados para evitar a entrada ilegal de gado proveniente de outras unidades de Federação ou países e investir mais em defesa sanitária.

Fonte: Estadão Conteúdo