HomeAgriculturaProdutividade

Tecnologia fortalece melhoramento genético de espécies forrageiras

Tecnologia fortalece melhoramento genético de espécies forrageirasGramínea pode ficar menos vulnerável a pragas e fatores climáticos. Foto: Embrapa

‘Vaca do futuro’ emite menos metano e produz mais leite
Sistema de controle reduziu carrapato-do-boi em 82% sem usar químicos
Feijão guandu consorciado em pastagem reduz emissão de metano em até 70%

Com o uso de tecnologias de sequenciamento de DNA e bioinformática de última geração, pesquisadores da Embrapa montaram o genoma  de uma das gramíneas forrageiras mais utilizadas na agropecuária tropical, especialmente em sistemas de integração: a Urochloa ruziziensis. As informações geradas a partir do genoma dessa espécie de braquiária são d grande importância.  Confira:

  • Conhecimento deve acelerar melhoramento da espécie, mais conhecida como braquiária. Atualmente, o processo de desenvolvimento de uma nova cultivar demora mais de uma década.
  • Informação pode ser aplicada tanto para melhoramento da espécie como para gerar indivíduos voltados a participar de cruzamentos com outras espécies.
  • Resultado auxiliou na identificação de cerca de 40 mil modelos gênicos, regiões do genoma que podem estar relacionadas a características de interesse produtivo.
  • Sequenciamento coloca Embrapa na vanguarda do uso de ferramentas genômicas para melhoramento de forrageiras tropicais, recurso já usado em culturas como soja, milho e eucalipto.
  • Apesar de ser o mais usado nas pastagens tropicais, o gênero Urochloa conta com poucas cultivares atualmente.
  • Conhecimento permitirá maior diversidade genética da gramínea, o que a deixará menos vulnerável a pragas, doenças e fatores climáticos.

Fonte: Embrapa