HomeTecnologia

Acordo do Brasil com empresa de Elon Musk prevê levar internet a lugares remotos

Acordo do Brasil com empresa de Elon Musk prevê levar internet a lugares remotos

Entidades do agro assinam protocolo de intenções com o governo para levar internet a todo MT
Apenas 1/3 do agro está conectado à internet
Acesso à internet é gargalo para uso de tecnologia na pecuária em MT

O ministro das Comunicações (MCom), Fábio Faria, reuniu-se com o fundador da SpaceX, Tesla e Starlink, Elon Musk, na segunda-feira, 15/11, em Austin, Texas (EUA), para discutir parceria entre as empresas Starlink,  SpaceX, que investe em turismo espacial, e o governo brasileiro.

A pasta informou que, “em meio aos assuntos discutidos no encontro, estão uso da tecnologia para preservação da floresta amazônica, para monitoramento de desmatamentos e incêndios ilegais, além de projetos de conectividade para escolas e unidades de saúde em áreas rurais, comunidades indígenas e locais remotos”.

No tocante a monitoramento de desmatamento e incêndios, o Brasil já possui uma das mais modernas tecnologias a cargo do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

“Estamos trabalhando para fechar essa importante parceria entre o governo brasileiro e a empresa SpaceX. Queremos aliar a tecnologia desenvolvida por eles com o programa Wi-Fi Brasil do Ministério das Comunicações. O nosso objetivo é levar internet para área rurais e lugares remotos, além de ajudar no controle de incêndios e desmatamentos ilegais na floresta amazônica”, disse o ministro. Para Faria, os cerca de 4.500 satélites que orbitam em baixa altitude das empresas de Elon Musk podem colaborar nesse monitoramento.

Para Elon Musk, levar internet para “as pessoas do Brasil que têm mais dificuldade de se conectar” é uma oportunidade a ser celebrada. “Estamos ansiosos para poder proporcionar conectividade para os menos conectados”, ressaltou o empresário norte-americano.

O jornal “Folha de S.Paulo” informou no final da tarde desta terça-feira, 16/11, que o acordo da SpaceX com o Brasil foi firmado para oferecer internet em áreas remotas do Brasil usando a tecnologia de satélites de baixa altitude.

A gigante Amazon também está de olho nesse mercado.

Fonte: Ministério das Comunicações

LEIA TAMBÉM:
O 5G está chegando: saiba o que muda na sua vida com a tecnologia