HomeEconomiaEcologia

Cargill pretende remover toda gordura trans produzida de óleos comestíveis

Cargill pretende remover toda gordura trans produzida de óleos comestíveis

Selo Angus Sustentabilidade prevê lucratividade de certificação de carne
Saiba como o Novo Código Florestal, com 10 anos de vigência, afeta o agronegócio brasileiro
Biodigestores são ótima opção de redução de custos e sustentabilidade

A Cargill pretende remover toda a gordura trans produzida industrialmente de seu portfólio global de óleos comestíveis, anunciou a companhia nesta segunda-feira, 6/12.

Isso permitirá que a Cargill e seus clientes cumpram até o fim de 2023 o padrão recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de no máximo 2 gramas de ácidos graxos trans produzidos industrialmente (iTFA, na sigla em inglês) por 100 gramas de gorduras/óleos, disse a empresa.

A companhia informou que será a primeira fornecedora global a cumprir o padrão da OMS em todo o portfólio de óleos comestíveis, e que fará investimentos para atualizar várias instalações.

Atualmente, cerca de 89% de seu portfólio de óleos comestíveis já atende ao padrão da OMS.

Fonte: Estadão Conteúdo