HomeEcologiaPecuária

Consumidor quer carne sem desmatamento, diz pesquisa

Consumidor quer carne sem desmatamento, diz pesquisaIntegração Lavoura, Pecuária e Floresta garante sustentabilidade. Foto:CNA

Safra 2021/22 terá produção recorde, estimam Conab e IBGE
Sindicatos criticam recomendação de MP sobre manter calendário do plantio de soja em MT
Mato Grosso e Pará concentram 91,9% do garimpo no Brasil: Peixoto de Azevedo é polo

Você sabia que será possível rastrear a carne que você come, desde a fazenda onde nasce o bezerro, passando por todas as etapas de sua produção, até que ela chegue à sua mesa?

O Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e O Instituto O Mundo Que Queremos desenvolveram um novo indicador público de transparência e controle da cadeia de produção e comercialização de carne bovina no Brasil: o Radar Verde, que foi lançado nesta quarta-feira, 27/4.

O objetivo do indicador é mostrar quais frigoríficos e redes varejistas têm melhor controle e transparência sobre sua cadeia de produção, a fim de garantir que a carne que vendem não causou desmatamento na Amazônia, nem direta, nem indiretamente.

O Brasil é um dos maiores produtores globais de carne bovina. Mais de 40% do nosso rebanho está localizado nos Estados que compõem a Amazônia Legal  e, de acordo com uma pesquisa encomendada pelo Radar Verde e realizada pelo Reclame AQUI,  58% dos brasileiros querem saber se a carne que consomem está relacionada com o desmatamento da região.

A pesquisa revelou também que:

  • 40% disseram que já deixaram de comprar carne de fabricantes associados ao desmatamento ou violação de leis ambientais.
  • 58% afirmaram que a informação clara sobre a procedência da carne é um fato relevante na hora da compra
  • 79% acreditam que quem vende a carne bovina (supermercados e frigoríficos) deve ser responsável por verificar se a produção causou ou está relacionada com o desmatamento.
  • 43% revelaram que a marca da carne é um fator importante na hora da escolha.
  • 73% declararam que, caso o rastreamento fosse regra,  deixariam de comprar em supermercados e frigoríficos que não conseguem garantir a associação da carne oferecida com desmatamento.

Todos os entrevistados afirmaram que gostariam de ter acesso a indicadores transparentes sobre as políticas de sustentabilidade dos fabricantes de carne.

Fonte: O Mundo Que Queremos

LEIA MAIS:

Conheça fazenda que é exemplo bem-sucedido da pecuária pantaneira

Projeto de boas práticas de pecuária pantaneira é ‘joia da coroa’

Você sabe o que é Boi 777?