HomeEcologiaPecuária

Conheça fazenda que é exemplo bem-sucedido da pecuária pantaneira

Conheça fazenda que é exemplo bem-sucedido da pecuária pantaneiraPrograma é parceria da Famato, Senar-MT, Acrimat e Embrapa. Foto: Acrimat

Abate de bovinos aumenta 2,64% em MT no mês de março
Egito faz aumentar exportação de carne bovina de MT em janeiro
Dia da Pecuária é celebrado com bônus e ônus em Mato Grosso

Por Vinicius Marques

O Programa Fazendas Pantaneiras Sustentáveis (FPS), que já trouxemos em outra matéria do Gigante 163, tem obtido grande êxito ao aliar produtividade com sustentabilidade no Pantanal mato-grossense. Prova disso é a Fazenda Conceição que, desde 2019, participa do programa e já passou por melhorias.

Segundo Breno Dorileo, produtor e atual administrador da propriedade localizada em Poconé, o FPS melhorou a produção da fazenda e trouxe mais confiança ao pecuarista. “O programa é uma coisa muito boa para nós do Pantanal”, diz Dorileo em entrevista ao Gigante 163.  “Ele está aqui para auxiliar o pantaneiro, demonstrando que nós produzimos de maneira sustentável e fornecendo diversas orientações.”

“O programa traz uma nova visão ao produtor pantaneiro, fazendo a integração de sustentabilidade e produção”, afirma Dorileo. “Quando meu pai faleceu, eu quis desistir da fazenda e estava convencido a vendê-la. O FPS veio como uma injeção de ânimo e esperança.”

Quais benefícios o FPS traz à fazenda?

Mensalmente, os profissionais técnicos (como veterinários e engenheiros agrônomos) do FPS realizam uma visita à Fazenda Conceição, para acompanhar o desenvolvimento da produção. “Toda a nossa parceria com eles é gratuita e voluntária”, diz Dorileo.

O programa está constantemente avaliando a propriedade, realizando levantamentos, auxílios e sugestões de melhorias. “Nós não conseguimos aplicar todas as sugestões, algumas ainda são inviáveis, mas isso não tem problema”, diz.

“O FPS foi essencial para que nós nos preveníssemos da seca. Com a orientação deles, abrimos poços artesianos com bebedouros para o nosso gado”, conta o pecuarista.

Outro benefício do FPS à fazenda da família Dorileo foi na parte de nutrição bovina. Os profissionais avaliaram a saúde do gado e indicaram ao pantaneiro a suplementação mineral. “Além disso, melhoramos também a divisão das pastagens, que são muito extensas”, diz Dorileo.

“O FPS também sempre promove cursos, como de manejo e bem-estar animal, para funcionários das fazendas parceiras”, completa o pantaneiro.

A Fazenda Conceição, em Poconé

A Fazenda Conceição surgiu em 1968 e hoje está na terceira geração da família Dorileo. O foco da produção, como a maior parte da pecuária pantaneira, é de cria e recria. “Meu pai faleceu em 2015, foi quando eu e minha mãe tomamos a frente”, conta Breno Dorileo.

“Meu amor pelo campo, pelo Pantanal e pela pecuária vem de geração em geração. Não é uma profissão, é a nossa vida. Aqui nossos olhos enxergaram mais que bois no pasto, nossos olhos foram mais além, somos testemunhas de todas as transformações que a pecuária pantaneira viveu nos últimos 50 anos, boas e ruins”, diz Dorileo.

O que é o Programa de Fazendas Pantaneiras Sustentáveis (FPS)?

O FPS é uma parceria entre a Famato, Senar-MT, Acrimat e Embrapa e tem como foco propriedades localizadas no Pantanal. O programa possui um software que faz uma avaliação em cada propriedade parceira, fornecendo orientações, apoio técnico e sugestões de melhorias.

LEIA MAIS:

Projeto de boas práticas de pecuária pantaneira é ‘joia da coroa’

O que o Canadá espera do Brasil com exportação de carnes, segundo Acrimat

Sistema Gravataí aumenta a produção e reduz dependência de fertilizantes