HomeEconomiaAgricultura

Altas de grãos, pecuária e hortifrútis influenciam avanço do Ippa/Cepea

Altas de grãos, pecuária e hortifrútis influenciam avanço do Ippa/CepeaA soja, como o arroz em casca, o trigo em grão e o milho registraram alta. Foto: CNA

Agro empregou 18 milhões de pessoas no 2° trimestre, diz Cepea
Com baixa liquidez, preço de arroz segue enfraquecido, diz Cepea
Cenário de incertezas deve impedir avanço maior no setor de suínos em 2022, afirma Cepea

Em fevereiro, o IPPA/Cepea (Índice de Preços ao Produtor de Grupos de Produtos Agropecuários) avançou 3,7%, em termos nominais, frente a janeiro. O resultado reflete as altas nominais observadas para os grupos de grãos, de pecuária e de hortifrutícolas, cujas variações mensais foram de 5,5%, 2,5% e 1,8%, respectivamente. As informações foram divulgadas pelo Cepea nesta quinta-feira, 24/3.

O índice composto por cana-de-açúcar e café, por sua vez, permaneceu praticamente estável, apresentando inexpressiva variação negativa de 0,1%. Em relação aos grãos, em termos nominais, com exceção do algodão em pluma, que apresentou ligeira desvalorização na comparação mensal, os demais itens (arroz em casca, soja, trigo em grão e milho) registraram alta.

Os casos do arroz em casca e da soja ganharam destaque devido à expressividade das suas variações, o que se deve ao descompasso entre oferta e demanda. Já na pecuária, houve avanço nos preços nominais do boi gordo, do leite e, principalmente, dos ovos, cuja média mensal nominal registrou novo recorde da série histórica do Cepea. Entre os hortifrutícolas, com exceção da média de valores da banana, todos os itens apresentaram avanços nos preços mensais.

Chamam atenção as altas dos valores da batata e do tomate, atribuídas à redução da oferta decorrente do excesso de chuvas nas principais regiões produtoras. No caso da cana-de-açúcar e do café, que compõem um grupo específico, o resultado reflete a ligeira queda de preço nominal da cana, que prevaleceu sobre o sutil avanço observado para o café. Na mesma comparação, o IPA-OG-DI Produtos Industriais, calculado e divulgado pela FGV, registrou alta de 0,98% – logo, de janeiro para fevereiro, os preços agropecuários subiram frente aos preços industriais da economia.

Fonte: Cepea