HomeMundo

SRB repudia proposta da União Europeia de barrar importação de áreas desmatadas

SRB repudia proposta da União Europeia de barrar importação de áreas desmatadas

Devastação no Cerrado aumentou quase 20% no Brasil em 2022
Justiça mantém suspensão de desmatamento em fazenda em Vera
COP 27: Desmate pode reduzir 1/3 da vazão das águas dos rios do Cerrado

A Sociedade Rural Brasileira (SRB) divulgou nesta tarde de quinta-feira, 18/11, uma manifestação de repúdio à  proposta anunciada pela União Europeia de restringir importações de commodities agrícolas por questões ambientais.

A SRB afirma que mantém apoio ao ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, “que prometeu questionar a proposta da UE sob o argumento de desrespeito a soberania nacional dos países e por estar desalinhada ao Acordo de Paris”.

A SRB reafirma que o Brasil possui uma das legislações ambientais mais rigorosas do mundo, o Código Florestal, que precisa ser respeitado.

“Nenhum país até hoje estabeleceu 80% de preservação da floresta em propriedades privadas, assim como estabelece nosso código para o bioma Amazônia”, destacou a presidente da SRB, Tereza Vendramini.

A proposta da UE de “enquadrar o Brasil como de alto risco para desmatamento desconsidera a classificação das práticas legais, feitas de acordo com a lei, daquelas que são ilegais”.

A SRB reforça que dará “total apoio aos nossos representantes para que a autonomia do nosso país seja preservada, esclarecendo a comunidade internacional o comprometimento da agropecuária brasileira com a preservação do meio ambiente”.

LEIA TAMBÉM:
UE adota regras para impedir consumo e compra de áreas desmatadas
Após China, EUA podem barrar carne bovina do Brasil, diz jornal