HomeEconomiaAgricultura

Novos adidos agrícolas preparam-se para tomar posse em missões no exterior

Novos adidos agrícolas preparam-se para tomar posse em missões no exterior

Bloqueio nas estradas paralisa frigoríficos de Mato Grosso
Exportações do agro atingem valor recorde de US$ 8,84 bilhões para outubro
VBP Agropecuária de 2022 deve recuar em relação a 2021 em função da seca

O Brasil terá 12 novos adidos agrícolas, que se preparam para tomar posse em missões diplomáticas brasileiras no exterior. Desses, 11 vão substituir adidos em postos que já estavam estabelecidos. A cidade de Berlim, na Alemanha, terá, pela primeira vez, com um adido agrícola, informa o Ministério da Agricultura.

Conforme o governo, os adidos agrícolas designados participam nesta semana do 2º módulo de treinamento de início de missão, com programação nos Ministérios da Agricultura, e das Relações Exteriores e na Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Com a posse dos novos adidos, o Brasil terá 28 adidos agrícolas brasileiros em representações diplomáticas no exterior.

O Ministério da Agricultura explica no comunicado que os adidos desempenham missões permanentes de assessoramento. Têm o papel de identificar oportunidades, desafios e possibilidades de comércio, investimentos e cooperação para o agronegócio brasileiro. Para isso, têm interlocução com representantes dos setores público e privado, assim como interagem com relevantes formadores de opinião, na sociedade civil, imprensa e academia.

A duração da missão de assessoramento em assuntos agrícolas poderá chegar a quatro anos consecutivos, não prorrogáveis, contados da data de apresentação do adido agrícola à representação diplomática para a qual tiver sido designado.

Fonte: Estadão Conteúdo