HomeProdutividadePecuária

Suinocultores dizem ter prejuízo de R$ 300 por porco vendido em MT

Suinocultores dizem ter prejuízo de R$ 300 por porco vendido em MT

Custos de produção da soja em MT sobe 1,2% puxado por fertilizantes, diz Imea
Recuperar pastagem é mais barato que desmatar, diz estudo
Alta no algodão levam fábricas a cortar produção

Os suinocultores pedem socorro. De acordo com a Associação dos Criadores de Suínos de Mato Grosso (Acrismat), produtores amargam prejuízos de até R$ 300 por animal vendido e vários encerraram suas atividades nas últimas semanas.

Nesta terça-feira, produtores de Sorriso doaram uma tonelada de carne suína a seis entidades filantrópicas da cidade. A ação, de acordo com a Acrismat, é uma forma de protesto para chamar a atenção das autoridades para situação vivida pelos suinocultores, que há meses trabalham no vermelho por causa do alto custo de produção e da desvalorização do suíno vivo.

De acordo com os criadores, o alto preço do milho, do farelo de soja e o baixo preço pago ao produtor pelo quilo do animal são os principais motivos que estão levando ao prejuízo.

“É a pior crise que a suinocultura de Mato Grosso já passou, estamos próximos de uma situação irreversível e que pode acarretar no fechamento de aproximadamente 20 mil postos de trabalho. Até o momento, apesar dos esforços da associação, nenhuma medida foi tomada para evitar esse colapso”, explicou o presidente da Acrismat, Itamar Canossa.

As entidades que receberão as doações são a Mãezinha do Céu, Casa do Oleiro, APAE de Sorriso, Casa de Apoio Santa Maria, Centro de Acolhimento Porto Seguro e Lar São Francisco de Assis, todas localizadas no município de Sorriso.

Fonte: Acrismat