HomeUncategorized

Abril de 2024 foi o 11º mês seguido a registrar recorde de calor

Abril de 2024 foi o 11º mês seguido a registrar recorde de calor2024 deve superar 2023 como o ano mais quente da história. Foto: Agência Brasil

Onda de calor provoca morte de 400 mil galinhas no Uruguai
Fevereiro bateu recorde de calor, diz observatório climático
Produtores de MT preocupados em perder a janela de plantio da safrinha

Abril de 2024 foi o mais quente registrado para esse mês na história, com uma temperatura média de 15,03 °C, 0,14 ºC acima do recorde anterior, de 2016, e 0,67 ºC maior que a média do período entre 1991 e 2020, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, 8/5, pelo observatório Copernicus, sistema da União Europeia.

Isso faz de abril de 2024 o 11º mês consecutivo de recorde de calor, reforçando as projeções de que 2024 pode superar 2023 como ano mais quente na história.

Nos últimos 12 meses, a temperatura média global foi 1,61ºC acima da era pré-industrial, superando a marca de 1,5ºC,

“Cada grau adicional de aquecimento climático é acompanhado por eventos climáticos extremos, tanto mais intensos quanto mais prováveis”, diz Julien Nicolas, climatologista do Copernicus.

O Rio Grande do Sul parece ser o exemplo mais evidente do que diz o cientista. As inundações dos últimos dias  deixaram um rastro de destruição e mortes, afetando 80% das cidades do estado e deixando milhares de desabrigados e desalojados.

LEIA MAIS:

Pior safra em 40 anos é atribuída ao ano mais quente da história

Observatório europeu confirma 2023 como o ano mais quente da história