HomeEconomia

Umidade em silos de Água Boa ameaça soja armazenada

Umidade em silos de Água Boa ameaça soja armazenadaProdutores não têm muitos silos à disposição na cidade. Foto: Divulgação

Ipea prevê cenário positivo para a produção agrícola em 2022
Mato Grosso exibe gigantismo com VBP de cinco meses maior que de 2020
Abertura Nacional da Colheita do Milho 2021 está marcada para o dia 22

Por Vinicius Marques

Segundo o presidente do Sindicato Rural de Água Boa, Geraldo Antônio Delai, a alta umidade que a colheita de soja enfrentou na região no mês  de março se desdobra agora em outro problema: os grãos armazenados em silos que não estão completamente secos correm risco de serem avariados.

“Estamos sabendo de alguns depósitos que estão com problemas de armazenagem: há soja que está ‘esquentando'”, diz Delai ao Gigante 163. Isso porque, quando os grãos foram estocados, alguns não estavam completamente secos. “Precisamos com urgência retirá-los dos silos”, alerta o presidente do sindicato.

O município, assim como outros da região, já vêm passando por problemas de falta de armazenagem nas últimas safras, conforme reportado pelo Canal Rural. A produtividade regional tem obtido um aumento exponencial, mas o número de armazéns no município, não.

Além disso, com o aumento das chuvas nos últimos anos, muitos produtores são obrigados a desacelerarem a colheita, sofrendo avarias. “Poucos agricultores da cidade possuem silos, a maioria pertence às traders e, com os armazéns lotados, não há espaço para excedentes”, afirma.

“Nossa produtividade aumentou em média oito sacas por hectare nestes últimos 6 anos. Água Boa está aumentando 10% ao ano em áreas de plantio, mas ninguém investe em armazém”, explica Delai.

LEIA MAIS:

Dados do Inmet indicam chuvas e temperaturas mais intensas no Brasil