HomeMundo

Kerry diz que parar desmatamento da Amazônia é crucial e EUA vão ajudar

Kerry diz que parar desmatamento da Amazônia é crucial e EUA vão ajudarBrasil pode ter ajuda dos Estados Unidos para conter desmate. Foto: Secom-MT

Desmatamento deprecia terra e commodities agrícolas, diz estudo
Veja os municípios-alvo da nova operação de Garantia da Lei e da Ordem no MT
SRB repudia proposta da União Europeia de barrar importação de áreas desmatadas

O norte-americano John Kerry, hoje o principal conselheiro do presidente Joe Biden para questões climáticas, afirmou na terça-feira, 24/05, que os Estados Unidos estão trabalhando “muito de perto” com o Brasil para ajudar a melhorar a proteção da Amazônia.

“O Brasil é um país crítico (na questão climática). Temos que conseguir melhorar as ações na Amazônia para interromper que o desmatamento, isso é crucial”, afirmou à Folha, no Fórum Econômico Mundial em Davos sobre uma iniciativa climática que reúne empresas comprometidas em zerar suas emissões de gases-estufa.

“Nós vamos trabalhar muito de perto com o Brasil para tentar ajudar”, disse ele.

Durante a COP-26, em novembro passado, ele cobrou ações concretas do governo Bolsonaro para conter a derrubada da floresta.

O governo brasileiro, segundo executivos, tem sido cobrado, em Davos, a respeito da Amazônia após registrar alguns dos piores índices de desmatamento de sua história, sendo chamado inclusive a responder obre ações de longo prazo.

O compromisso ambiental é um dos entraves para a ascensão do Brasil à OCDE, que reúne parte dos países mais ricos do mundo.

LEIA MAIS:

Lei antidesmatamento da UE deixa Cerrado e Pantanal desprotegidos

Desmatamento da Amazônia cresce 54% e MT lidera derrubada

Redução do desmatamento é desafio para adesão do Brasil à OCDE