HomeAgricultura

Aplicação do crédito rural chega a R$ 147 bi em três meses do Plano Safra

Aplicação do crédito rural chega a R$ 147 bi em três meses do Plano SafraForam realizados 617.547 contratos neste período. Foto: Mapa

El Niño e cotações mais baixas mantêm pressão sobre agronegócio
MMA e MRE apresentam GT de Sustentabilidade do G20
Justiça determina bloqueio de bens acusados de explorar TI no MT

O valor desembolsado nos três primeiros meses do Plano Safra 2023/24 (julho a setembro) alcançou R$ 147 bilhões, 11% mais que em igual período do ciclo passado, informou o Ministério da Agricultura em nota. Para custeio, foram financiados R$ 90 bilhões. As linhas de investimento somaram R$ 23,7 bilhões. As operações de comercialização atingiram R$ 17,5 bilhões e as de industrialização totalizaram R$ 15,9 bilhões.

Os recursos foram distribuídos em 617.547 contratos no período de julho a setembro, segundo análise da Secretaria de Política Agrícola do Ministério. Do total, 444.077 contratos foram do no Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) e 82.572 no âmbito do Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural).

No Pronaf, o desembolso em todas as modalidades somou R$ 20,8 bilhões. Outros R$ 23,2 bilhões foram contratados por meio do Pronamp. Os demais produtores, não enquadrados no Pronaf e no Pronamp, formalizaram 90.898 contratos, com os financiamentos somando R$ 103,1 bilhões.

Na modalidade de investimento, os recursos desembolsados por meio do Programa de Modernização da Agricultura e Conservação dos Recursos Naturais (ModerAgro) atingiram R$ 603 milhões, aumento de 18% em relação a igual período na safra anterior. Os financiamentos Programa de Capitalização de Cooperativas Agropecuárias (Procap-Agro Giro) alcançaram R$ 323 milhões, 113% mais na comparação com igual período da safra anterior.

Quanto às fontes dos recursos, o Ministério destacou que o desembolso por meio dos recursos livres equalizáveis cresceu 279% na mesma base comparativa, para R$ 5,9 bilhões, de julho a setembro deste ano. As Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) representaram 47% do total das aplicações da agricultura empresarial no primeiro trimestre da safra atual, totalizando R$ 59,2 bilhões, alta de 69% em relação a igual período da temporada passada.

Segundo o ministério, os dados foram extraídos ontem do Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro (Sicor/BCB), que registra as operações de crédito informadas pelas instituições financeiras autorizadas a operar em crédito rural.

Acesse aqui a programação dos recursos equalizáveis, por programas e por instituição financeira.

Fonte: Estadão Conteúdo