HomeProdutividadePecuária

Comissão debate crise no setor e sugere medidas para amparar suinocultor

Comissão debate crise no setor e sugere medidas para amparar suinocultor

CNA pede urgência de recursos para garantir crédito rural subsidiado
Exportações do agro crescem 15,8% em julho
CNA projeta aumento de 2,4% para agropecuária em 2022

A Comissão Nacional de Aves e Suínos da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) discutiu, na segunda-feira, 14/2, a crise na suinocultura independente e possíveis ações para amenizar as dificuldades dos produtores, informou nesta quarta-feira, em nota, a CNA.

O setor produtivo passa por extrema dificuldade, em razão da queda do preço do suíno vivo, de exportações menores e alto custo de produção – principalmente de soja e milho, principais insumos da atividade e cujos preços têm se mantido em patamares recordes.

Segundo a CNA, entre as sugestões apresentadas pelo setor na reunião estão a prorrogação do prazo de pagamento de custeio pecuário em pelo menos um ano, além da manutenção da isenção de imposto na importação de milho até dezembro e a reativação da linha de crédito de custeio para retenção de matrizes suínas.

A renegociação de dívidas pelos suinocultores independentes também foi abordada. Conforme o superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), Nelson Fraga, que participou da reunião, uma das alternativas para apoiar os segmentos produtivos é deslocar recursos dos Fundos Constitucionais para a criação de linhas de crédito de custeio, prorrogação de dívidas e de fomento ao setor.

LEIA MAIS:

Suinocultura brasileira contabiliza ‘prejuízo assustador’, diz ABCS

Acrismat se reúne com governo para discutir crise na suinocultura

Suinocultores pedem medidas emergências para conter crise