HomeAgriculturaProdutividade

Publicado ZARC para cultivo do algodão herbáceo para safra 2022/23

Publicado ZARC para cultivo do algodão herbáceo para safra 2022/23Algodão precisa de 700 mm a 1.300 mm de chuva para desenvolver. Foto: Embrapa

Lista traz classificação de pragas com maior risco fitossanitário
Indenizações de seguro rural pagas em 2021 somaram R$ 5,4 bilhões
Agricultura brasileira terá US$ 1,2 bi do BID para projetos de sustentabilidade

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou na quarta-feira, 18/5, as portarias que aprovam o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc), ano-safra 2022/2023, para o cultivo de algodão herbáceo.

O algodoeiro necessita de condições adequadas de temperatura, umidade do solo e luminosidade para crescimento, desenvolvimento e boa produtividade. Dependendo do clima e da duração do ciclo, a planta necessita de 700 mm a 1.300 mm de chuva para seu bom desenvolvimento, sendo que 50% a 60% das necessidades hídricas ocorrem no período de floração e formação do capulho (fruto do algodão).

Por que seguir o Zarc?

Os agricultores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos e poderão ser beneficiados pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e pelo Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR). Muitos agentes financeiros só permitem o acesso ao crédito rural para cultivos em áreas zoneadas e para o plantio de cultivares indicadas nas portarias de zoneamento.

Aplicativo Plantio Certo

Produtores rurais e outros agentes do agronegócio podem acessar por meio de tablets e smartphones, de forma mais prática, as informações oficiais do Zarc, facilitando a orientação quanto aos programas de política agrícola do Governo Federal. O aplicativo móvel Zarc Plantio Certo, desenvolvido pela Embrapa Agricultura Digital (Campinas/SP), está disponível nas lojas de aplicativos:  iOS Android 

Os resultados do Zarc também podem ser consultados e baixados por meio da plataforma  “Painel de Indicação de Riscos” 

Fonte: Mapa